domingo, 11 de julho de 2010

O homem


Nada de princípes, nem anjos.

Estava ali diante de mim um homem.

Um homem cuja a vida havia lhe alterado as intensidades e elevado suas temperaturas.

Ali diante dos olhos, ele, apenas ele.

Sentimentos, emoções e poesia em estado bruto.

Seu olhar é transparência e histórias...

É o tempo que escreve e deixa marcas.

A vida lhe ensinou, lhe ensina e com ele a vida também aprende.

Suas mãos despertam, mas também acalmam a alma.

Sensações...

Desejos de surpreender e a ousadia de conseguir

O beijo não se detém aos sentidos.

Seus carinhos são algemas que prendem e provocam o descompasso de um coração.

O homem que fascina.

O homem que se cala, para aprender a ouvir.

E que entorpece com o seu falar.

O homem que desperta saudades...

Homem que sorri dos sorrisos da vida.

Que sem alarde, simplesmente cativa!


Beijos
Rê Pinheiro

9 comentários:

  1. Interessante como comenta o texto. Pensa em alguém quando escreve?

    ResponderExcluir
  2. Me reservo ao direto de não responder sua pergunta Vivaldo.
    Beijos na alma.
    Rê Pinheiro

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela sinceridade Rê Pinheiro. Como autora de um blog poderia ser pelo menos simpática com seus leitores e menos sentimental.

    ResponderExcluir
  4. Prezado, digníssimo e insigne leitor Sr. Vivaldo é com grande pesar que venho através deste suplicar minha redenção, rogo de vós o perdão pela ausência súbita de minha simpatia e pelo grau elevado de sentimentalismo.
    Almejo que vossa egrégia pessoa venha a compreender minha imperfeição.
    Com imenso carinho irei elucidá-lo quanto à questão oriunda a todo o acontecimento.
    No texto acima, eu estava pensando em alguém sim, estava pensando NO HOMEM.

    ResponderExcluir
  5. cara adorei a resposta, vou copiar.
    Voce eh fogo hein menina.
    putz te adoro e te admiro aos montes.
    beijo
    Ri

    ResponderExcluir
  6. Cara Rê Pinheiro, se assim posso chamá-la, percebo claramente que "O HOMEM", além de inspirar você, mexe profundamente com sua sensibilidade e principalmente com suas emoções. Quem sabe não correspondidas...
    Resolva seus sentimentos internamente e não envolva nessa particularidade seus leitores.
    Ademais, agradeço o tratamento dispensado e ricamente bem pensando. Contudo muito escarnecedor.

    ResponderExcluir
  7. Cara como este cara é chato, eu acho que ele deve te amar e fica ai fazendo graça.

    ResponderExcluir
  8. E a proposito este blog aqui é dela, os incomodados que não leiam.
    FUI

    ResponderExcluir
  9. Simone Albuquerque15 de julho de 2010 11:31

    um amigo falou de você e estou aqui para conferir, ele comentou que seus textos são fantásticos e pelo que estou vendo ele esta certíssimo.
    beijo linda, adorei seu blog.

    Simone S. Albuquerque

    ResponderExcluir