quinta-feira, 5 de agosto de 2010

ESTRANHA


Esta madrugada estava pensando, estar do lado nem sempre é estar presente, senti que minha mente estava num lugar onde meu corpo não a alcançava.

Muitos pensamentos...

Todos temos um dia em que nossa estrutura física parece não supotar tudo o que estamos passando, seria o silencio o melhor remédio ou o próprio veneno?

Nos calamos muitas vezes quando desejamos falar e falamos muitas vezes quando deveríamos nos calar.

Muitas vezes ouvimos a pergunta se estamos bem, e muita vezes automaticamente respondemos que estamos quando na verdade estamos péssimos.

Seria um ato tão desprezível assim, assumir nossa própria fraqueza?

Permitir se baixar a uma condição frágil pelo menos uma vez na vida?

Dói as vezes ser tão segura, porque no ínfimo alarde de uma insegurança súbita nos sentimos de louça e quebramos em mil pedaçinhos.

O que me alegra é saber que o passageiro, passa e que a verdadeira essência prevalece.

Tudo o que sei é que hoje me senti estranha.

Muito cinza e pouca luz.

E de repente a mente que grita.

É ruim muitas vezes ler o próximo capitulo, é ruim conhecer demais um texto, uma história...

Muitas pessoas começam pelo inicio, simples assim..

Tomei as redeas e fui além, começei pelo fim.

Claro que você não vai entender, seria como entrar numa imensa biblioteca e sem saber pegar o mesmo livro abrir na mesma página e começar do exato ponto onde eu começei.

Por hoje ficarei aqui amanhã volto a falar de amor.





Beijos

Rê Pinheiro

5 comentários:

  1. Ler o que você escreve é entender o que sinto!E me sinto assim mesmo, estranha..Pensei que só eu me sentisse assim!Muito PERFEITO..bjos!

    ResponderExcluir
  2. Ler o que você escreve é entender o que sinto!E me sinto assim mesmo, estranha..Pensei que só eu me sentisse assim!Muito PERFEITO..bjos!

    ResponderExcluir
  3. Olha, não sei nem o que dizer, é como a Nair também falou, você nos faz enxergar nosso próprio eu.
    Como eu gostaria de ter este dom que você tem de falar de sentimentos.
    Obrigado por compartilhar conosco, estou aprendendo contigo.
    Eu não sei se você escreve para alguma revista se você tem algum livro, mas com certeza fãz você já possui.
    Parabéns.
    Bj
    Maria Eduarda
    Campinas

    ResponderExcluir
  4. Nair, como é bom saber disto minha querida...
    Agradeço de coração sua ousadia em também assumir a " estranha" rs e agradeço também o carinho em suas palavras tanto aqui quanto no Orkut.
    Beijo muito grande.


    PS.: SEJA MUITO BEM VINDA...

    ResponderExcluir
  5. Olá Maria Eduarda.
    De verdade quem tem que agradecer sou eu mulher.
    Nossa to chiq... tenho fãs já... rs
    Obrigado mesmo.
    Um grande beijo.
    Volte sempre...

    ResponderExcluir