segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Declaração ao amor


Querido encandecente, dócil e destemperado homem.
Se és meu ou não.
Se estas perto ou não.
Se sua condição racional me intriga ou incomoda.
De que adianta pensar?
O amor não requer muitos pensamentos.
Ele sobrevive de esforços.
Não são cauculos nem tão pouco explicações de coisas inexplicáveis.
Minha engenharia é emocional.
E a qualidade esta na visão minuciosa, na observação.
O desenvolvimento você verá aos poucos, aperfeiçoando o que nunca será perfeito.
Não leve muito em consideração a impulsividade e bagunça que faço com os sentimentos.
Se lhe digo que gosto é porque gosto.
Quando falo que te amo é porque naquele exato momento estou sentindo este amor com toda a intensidade visceral deste meu beligerante coração.
Fiquei encantada quando escreveste meu nome na areia.
Mas preciso sentir ele gravado em suas entranhas.
Preciso acordar de manhã e ter um bom dia de alma.
Preciso de uma cozinha para deixar bagunçada e de louças pratos e copos para eu quebrar.
Quero um chuveiro com agua bem quente e bem forte que eu sinta minha pele queimar.
Sexo Tântrico... selvagem... sem hora... agora e depois de amanhã.
Carinho em excesso e uns tapas de vez em quando.
Tratamento de choque e uma camisa de força ou de Vênus.
Quando eu quiser parar o carro e ajudar quem eu nem sei quem é, por favor entenda.
Se precisar ficar meio embriagada, tente não me fazer comer, porque vou vomitar.
Mas se eu vomitar em alguma coisa deixe que eu mesma limpe.
Porque ai me lembrarei que não posso beber.
Se eu surtar no sentido literal de dor de cabeça, faz o seguinte:
Tente não falar.
Se não passar comece a falar para caramba para me fazer esquecer da dor.
Adoro ouvir historinhas.
Claro, analgésicos e alucinogénos serão bem vindos... rs
Mas minha avó me ensinou uma santa receita para isso.
Um remédio de efeito sublime que ameniza a dor imediatamente.
Mas isso é um segredo de família e não deve ser revelado a ninguém, por isso estou contando só a você.
Então anote e guarde a sete chaves:
500g de queijo mascarpone
250ml de café sem açúcar
125g de açúcar
4 gemas
2 claras
1 caixa de biscoito champagne
1/2 dose de grappa
Para preparar este santo remédio você terá que seguir a risca minhas palavras, exatamente como minha vó ensinou:
Bata as gemas com o açúcar na batedeira até obter um creme esbranquiçado. À parte, bata as claras em neve. Misture o queijo mascarpone com as gemas e incorpore levemente. Misture o café com a grappa. Molhe os biscoitos nesta mistura e coloque-os na forma. Cubra com uma camada de aproximadamente 2cm do creme de mascarpone. Repita a operação e finalize com o creme. Leve para gelar. Na hora de servir o remédio tome seus cuidados, polvilhe com cacau em pó Suíço CLAROOOO. E pronto esta preparado.
Peço apenas que tome cuidado para que não haja overdose no paciente.
Enfim, eu te amo.
Amo o verde amarelo azul e branco da bandeira.
Amos os cuidados de quem ama.
Acho legal aquela coisa das difenças de macho e fêmea.
Porque tem hora que você não sabe quem é quem.
Abrir a tampa do vidro de doce de abóbora é tarefa para fêmea.
Abrir o portão também é coisa para fêmea.
O macho que é macho tem que se preocupar com as flores.
Com chocolates e como extrair o melhor sorriso os maiores gemidos.
Bem, vou terminar por hoje porque é melhor...



Beijos

Rê Pinheiro

6 comentários:

  1. Mulher Divina.Inpsiração Real.Sorriso e Vida.Anjo e perdição.Nada a declarar.Me rendo a suas loucuras.E agradeço por ser Luz.Motivação.
    Emoção e Amor em movimento.
    Um beijo a você mulher.
    Deste eterno admirador.

    Tchello

    ResponderExcluir
  2. "O amor não requer muitos pensamentos.
    Ele sobrevive de esforços."

    Que frase perfeita, não? Penso que sim!Minha musa inspirada passei para te ver e dizer que sentir saudade...RS
    Te amo...
    a Propósito ainda não foi no meu blog né, quero te ver por lá..Arranje um tempinho para visitar as amigas virtuais!beijos!

    Shalom

    ResponderExcluir
  3. Vou seguir à risca sua receita.
    Depois te conto se deu certo.
    Incrível como sempre.
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Pois é, meu anjo, resolvi criar coragem e vir aqui, novamente.
    Vir aqui.
    Vir aqui.
    E novamente, decidido ou não, resolvi vir aqui e te escrever algo sobre...
    O amor, puro como deve ser, leve como deve ser, mágico como deve ser e infinito, como deve ser, combina e traduz, de forma real, a sua encantadora e preciosa, maneira de ser e de sorrir.
    Obrigado.
    Muito obrigado, por me encantar tanto...
    Um beijo muito grande (como deve ser),
    Maü Cardoso.

    ResponderExcluir
  5. O AMOR, ste adorável e incompreendido sentimento...

    ResponderExcluir
  6. RADIO GOSPEL MUSIC LIFE

    http://crescerevencercomjesus.blogspot.com/

    ResponderExcluir