segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Filosofando com o Alter Ego.











Até quando a sinceridade das palavras não se calarem diante do silêncio sem sentido.


Até quando a admiração for capaz de superar as diferenças.


Eu sempre achei que o amor, a amizade e a paixão praticamente tem quase um mesmo caminho.


Começam na curiosidade e terminam na admiração.


Quando deixamos de admirar, abrimos a porta para a distancia. 



To filosofando... rs


Beijos
Rê Pinheiro



Um comentário:

  1. O fim da admiração se dá na necessidade que algumas pessoas tem de tornar tudo de belo, seu. A angústia até comprar o vinil com a música que raramente toca na rádio, que nos faz parar e fechar os olhos para só ouvi-la até a última nota; após 2 ou 3 vezes ouvida em casa, com a certeza se ouvir quando quiser, vai para a estante mofar.
    Ou como o pássaro lindo que se põe na gaiola, que sem a beleza da liberdade perde o encanto...
    Tem que se aprender a venerar o por do sol todo dia! E não correr fotografar e ve-lo algumas vezes na palma da mão.
    E tenho dito!

    ResponderExcluir