quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Causa e efeito









Mas me diga? É o medo, o efeito é a causa de tudo, o vil orgulho de se julgar superior segundo seus valores? Porque mesmo que o razão impere, e seja Orgulho, é o medo que o limita!
Mas te limita a que?
Medo de quê? De ser feliz? De não ser feliz?
O medo impede, bloqueia, ilude…
Te coloca numa zona de conforto onde o amor é o que menos importa.
Se julgar dono da razão e perdê-la, se considerar que você dará as regras para a vida ela te dará o que no final?
Um grande prêmio, um troféu por ter ganho o jogo do desapego, né? Está satisfeito? Pode viver assim?

Beijos
Re Pinheiro

Um comentário:

  1. Cenouras tóxicas. Que bom, vai viver pra beber mais um dia. Medo? Nem pensar. É quando nos vêem como insanos. (os loucos, lembra?) Medo? Sem ele, não andaríamos - vivos - até a esquina. Zona de conforto sem amor é o mundo virtual, com certeza. Tem gente que consegue acessar as redes 700 vezes por dia (eu disse se-te-cen-tas). Quem pegar a razão pra si, já perdeu, nem sabe o que significa. Mas quem desapegar, bem, aí já morreu. Os artistas, continuam. Começam de novo, se arriscam, de um jeito inacreditavelmente desbloqueado. Apenas um irá vencer. Apenas um. O mais difícil é desbloquear o coração, descongelar: como chama mesmo de sólido pra gasoso? Sublimar...

    ResponderExcluir